Sociedade | 23-09-2010

“Autarquias precisam de criar condições para que os jovens não abandonem as suas terras”

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, visitou o Sardoal na tarde de quarta-feira, 22 de Setembro e inaugurou uma unidade residencial de idosos da Santa Casa da Misericórdia, instituição que celebra 500 anos de actividade. Acompanhado pela esposa, Maria Cavaco Silva, a acção decorreu no âmbito da sessão comemorativa do 479.º aniversário da elevação daquela localidade do distrito de Santarém à categoria de vila. Já no Centro Cultural Gil Vicente, e depois de inaugurar a exposição “Ser o Rei para quê?” do pintor tomarense Jorge Lopes, Cavaco Silva fez um discurso colocando a tónica no papel do mundo rural na sociedade afirmando que “um interior despovoado e envelhecido significa um país mais pobre”. Por este motivo, o presidente da República considera que os municípios do interior devem encontrar estratégias de combate à desertificação. “As autarquias precisam de criar condições para que os jovens não abandonem a sua terra. Os seus responsáveis têm sobre os ombros a tarefa de reforçar a capacidade produtiva de cada concelho, em termos económicos, culturais e paisagísticos”, atestou perante um auditório repleto de convidados, entre os quais a alguns presidentes de câmara como, por exemplo, os de Constância e Torres Novas. Antes do discurso do chefe de estado, o presidente da Câmara de Sardoal, Fernando Moleirinho (PSD) lamentou que o acesso a fundos comunitários está cada vez mais difícil e complicado face aos adiamentos e dificuldades de acesso, situação que cria criando constrangimentos aos municípios do interior. Reportagem desenvolvida na próxima edição e O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo