Sociedade | 30-09-2010 00:06

Implantação “Cidade Imaginária” em Abrantes custou 223 mil euros

A empreitada de implantação do conjunto escultórico do escultor Charters de Almeida, designado “Cidade Imaginária”, no parque ribeirinho de Abrantes custou ao município 223.437 euros. A conta final da obra, executada pelo consórcio Cofrint/JSDF, foi aprovada pelo executivo camarário com as abstenções dos vereadores do PSD Santana Maia e Belém Coelho e do vereador independente Carlos Ares.Os vereadores do PSD referiram que foram desde o início contra a execução dessa obra e que essa posição foi reflectida nos votos contra em anteriores deliberações acerca do mesmo assunto. Desta vez optaram pela abstenção por considerarem que é necessário pagar ao empreiteiro os valores em causa.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo