Sociedade | 02-12-2010 07:51

Encerramento de lar nas Cachoeiras deixa uma dezena de idosos sem tecto

Uma ordem de despejo emitida pelo tribunal obrigou a que 12 idosos que estavam internados na Casa de Repouso das Cachoeiras, Vila Franca de Xira, tivessem que ser distribuídos por outras unidades espalhadas pelo concelho na tarde de sexta-feira, 26 de Novembro.Em causa esteve uma disputa entre a senhoria e a inquilina do espaço, que culminou numa acção de despejo que apanhou todos de surpresa, a um mês do Natal. A Casa de Repouso funcionava como centro de dia e tinha valência de apoio domiciliário e internamento. Os idosos, que estavam na sua maioria em internamento, foram deslocados com a ajuda de ambulâncias dos bombeiros de Vialonga e Póvoa de Santa Iria. “O lar foi fechado por ordem do tribunal por umas rendas em atraso e um acerto de contas que o meu ex-marido fez com a senhoria. Não foi por falta de condições nem maus tratos”, esclarece a responsável da casa de repouso, Cristina Roque, a O MIRANTE, acrescentando que vai continuar a lutar nos tribunais pela posse do imóvel.A proprietária da quinta, Susana Murshenhofer, lamenta o sucedido. “Avançámos com uma acção de despejo. Tenho muita pena de algumas funcionárias que são pessoas incrivelmente boas. Há pessoas que já cá trabalhavam há seis anos e agora ficam sem trabalho um mês antes do natal”, lamenta.Susana Murshenhofer aponta a falta de pagamento das rendas como uma das consequências para o despejo. “A senhora alugou a quinta e de há dois anos para cá não paga renda e desde há quatro anos paga muito irregularmente. Tenho 12 cheques em branco e ela sempre a dizer que ia pagar mas nunca o fez. Tenho uns 10 contratos diferentes a dizer que vai comprar a quinta e até o cheque que entregou de sinal foi devolvido por falta de dinheiro”, refere. A renda mensal rondava os 5000 euros. “Baixei para 4200 para dar uma ajuda mas não deu na mesma”, lamenta.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo