Sociedade | 03-12-2010 15:11

Associação “Vidas Cruzadas”acompanhou cem jovens em dois anos

A Associação “Vidas Cruzadas”, com sede em Tramagal, Abrantes, comemorou o seu segundo aniversário na quinta-feira, 2 de Dezembro. Apresentando-se como uma nova resposta social no concelho, criou o Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP) que intervêm junto de crianças e jovens em risco e das respectivas famílias, com o objectivo de atenuar a sua situação de risco e evitar a sua institucionalização. De acordo com um comunicado da associação, desde que iniciou actividade, o CAFAP já acompanhou cerca de cem crianças e jovens, estando no momento actual a acompanhar cerca de cinquenta casos. A mesma nota indica que foi assinado um protocolo com o Centro Distrital de Segurança Social de Santarém que abrange uma população alvo de 25 crianças ou jovens em situação de risco e respectivas famílias, nomeadamente vítimas de situações de violência, residentes no concelho de Abrantes e que estão a ser acompanhadas pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens ou pela Segurança Social/Tribunal, sendo critério de prioridade na admissão, as crianças e jovens com medida de acolhimento institucional ou em risco de institucionalização e vítimas de violência. “Os recursos são escassos, as dificuldades imensas mas esta equipa não tem desistido e não tem recusado qualquer caso sinalizado. Todos são encarados como um desafio e a taxa de sucesso tem aumentado”, refere a direcção em comunicado, considerando que o principal problema é “a negligência”, lamentando ainda que os comportamentos desviantes em jovens adolescentes tenha vindo a aumentar.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo