Sociedade | 07-12-2010 06:51

Câmara do Cartaxo diz que requalificação ribeirinha de Valada tem condições para avançar

A Câmara do Cartaxo aprovou o projecto técnico de execução e o caderno de encargos da primeira fase do Projecto Valada XXI, a par da aprovação do concurso a lançar. A autarquia planeia investir 262 mil euros numa primeira fase, comparticipados a 80 por cento a fundo perdido, na zona ribeirinha de Valada. A intervenção inclui a reestruturação dos equipamentos de restauração e bar existentes, a construção de caminhos pedonais e criação de novos equipamentos de apoio.O presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas (PS), afirma que este será um primeiro passo para a concretização de um projecto global que assegurará o futuro de Valada e a sua sustentabilidade económica e ambiental. E antevê que se dê arranque à obra em 2011. O projecto foi apresentado em Julho numa reunião descentralizada de câmara em Valada mas há vários anos que estado nos planos da autarquia, sem andamento. “Pela primeira vez estão criadas as condições para que as várias frentes de intervenção possam arrancar. Trata-se um projecto integrado e tão complexo quanto caro”, completou.O projecto Valada XXI é composto por sete pontos de intervenção. Envolve a construção do viaduto de Santana, da ponte do Reguengo, a valorização dos diques da freguesia, a execução de diversas intervenções na zona ribeirinha de Valada, a valorização urbanística das aldeias da freguesia e a correspondente alteração ao PDM, a reconversão total da Aldeia da Palhota e a execução de um ciclodique.As várias intervenções no espaço da freguesia têm um custo total previsto de 12 milhões de euros, dos quais cerca de 10 milhões e 800 mil euros serão suportados por financiamento do Ministério do Ambiente – ARH, Ministério das Obras Públicas, Refer e Estradas de Portugal, e QREN, ficando a autarquia com a responsabilidade de assegurar 1 milhão e 200 mil euros do investimento global.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo