Sociedade | 11-12-2010 00:32

Projecto "Redes do Tejo" representa Portugal no fecho do Ano Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social

O projecto “Redes do Tejo”, que agrega nove municípios do Médio Tejo na sensibilização e combate à exclusão social, foi seleccionado para representar Portugal no encerramento das actividades do Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social.O evento, a decorrer em Bruxelas quinta e sexta-feira vai reunir os projectos representantes de todos os países da União Europeia e que resultaram na procura de soluções que permitam agilizar, integrar e rentabilizar processos de combate à exclusão social. “Combater a exclusão com um trabalho em parceria" foi o mote dado pelos nove municípios que integram a Plataforma da Rede Social do Médio Tejo e a União Instituições Particulares de Solidariedade Social no âmbito do programa “Redes do Tejo”, um projecto liderado por Abrantes e que envolve ainda os municípios de Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.Segundo a coordenadora do “Redes do Tejo”, Celeste Simão, e vereadora da acção social em Abrantes, a selecção do projecto, entre os 58 desenvolvidos a nível nacional, representa “uma honra e um reconhecimento pelo trabalho desenvolvido em parceria intermunicipal, independentemente das afinidades ou das cores politico partidárias de cada um”.A responsável pelo projecto disse ainda que “uma das mais valias” do programa Redes do Tejo era a sua “área de abrangência alargada, em trabalho de partilha e em contexto de inter-municipalidade” o que, segundo afirmou, “pode ter pesado na escolha” final.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo