Sociedade | 13-12-2010

Leilão dos bens da João Salvador rendeu 1,3 milhões de euros (vídeo)

As máquinas e materiais da falida empresa João Salvador em Tomar renderam em leilão público 1 milhão e 375 mil euros. Uma verba que não chega sequer para pagar os ordenados atrasados, subsídios e indemnizações dos cerca de 300 trabalhadores. Em Março deste ano a União dos Sindicatos de Santarém indicava que a firma de construção e obras públicas tinha por pagar aos funcionários um total de 3,4 milhões de euros, num universo de cerca de 27 milhões de dívidas que foram contabilizados aquando do encerramento da firma, há um ano. Mas falta ainda vender as instalações em Santa Cita.A venda feita pela leiloeira Avalibérica e decorreu durante todo o dia com 193 lotes para venda, entre material de escritório, camiões, carros, escavadoras, reboques, diversos aparelhos. Apenas ficou por entregar o último lote, composto por uma central asfáltica com diversos equipamentos, que estava para licitação com o preço base de 215 mil euros. Como não houve interessados em comprar por este valor a leiloeira colocou o bem à venda pela melhor oferta, que chegou aos 134 mil euros. Valor que não foi aceite pela comissão de credores e agora cabe à leiloeira encontrar um comprador que ofereça mais. REPORTAGEM DESENVOLVIDA DA EDIÇÃO SEMANAL EM PAPEL DE QUINTA-FEIRA

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo