Sociedade | 14-12-2010

Críticas à Protecção Civil em Tomar (vídeo)

Foram vários os populares que criticaram na segunda-feira a actuação da Protecção Civil de Tomar, numa reunião que juntou diversas autoridades em Venda Nova, a localidade que teve mais prejuízos. Os populares, entre os quais o próprio presidente da junta, Jaime Lopes (PSD), consideraram que a acção de socorro se centrou na cidade e sentiram-se esquecidos. Também os “Independentes por Tomar”, numa conferência de imprensa, não pouparam nas críticas à actuação da Protecção Civil de Tomar. Os vereadores Pedro Marques e Graça Costa quiseram expressar “total solidariedade” para com os mais prejudicados com o tornado, dando conta que “desde a primeira hora se colocaram ao dispôr para ajudar” mas que ainda não obtiveram retorno da disponibilidade, sentindo-se colocados de parte”. Sublinharam ainda que possuem uma base de dados de todos os afectados, “que não foi fornecida pela autarquia”.Entretanto, os Serviços de Higiene e Limpeza da Câmara Municipal de Tomar colocaram seis contentores de grandes dimensões (contentores de obras) em várias ruas e localidades do concelho afectadas pelo tornado de dia 7 de Dezembro. A colocação desses recipientes foi feita com o objectivo de depósito, e posterior recolha, do lixo resultante das limpezas de habitações e outros edifícios afectados. Apelam à população para que o lixo seja colocado directamente nos contentores e não na rua, como se estava a verificar. Os contentores estão localizados na Rua de Leiria, na Ponte da Vala, na localidade de Carrascal e na Estrada do Prado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo