Sociedade | 23-12-2010 07:51

Agência Portuguesa do Ambiente preocupada com a futura pedreira de Arcena

Um conjunto de “documentação insuficiente” levou a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) a emitir um parecer dirigido à Câmara Municipal com um conjunto de preocupações sobre os impactos que a futura exploração da pedreira de Arcena, em Alverca, concelho de Vila Franca de Xira, terá nos moradores da zona. A APA entende que, com a informação que lhes foi disponibilizada, não estão salvaguardados os interesses dos cidadãos e quer obter mais informações sobre o que a cimenteira Cimpor pretende fazer na pedreira – que depois de explorada dará lugar ao alargamento do aterro do Mato da Cruz – antes de emitir qualquer parecer favorável. A empresa e a câmara terão agora de produzir um conjunto de elementos a apresentar à APA. Um deles, uma Declaração de Interesse Público Municipal, foi aprovado pelo executivo na última reunião pública, realizada no salão nobre da Junta de Freguesia da Calhandriz por unanimidade. Noticia desenvolvida na próxima edição impressa de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo