Sociedade | 29-12-2010 07:17

“Obras de recuperação no Palácio de Pina Manique foram uma desilusão”

Depois de sucessivos atrasos nas obras de consolidação da fachada do Palácio de Pina Manique, em Manique do Intendente, concelho de Azambuja, as obras avançaram durante o mês de Setembro, tendo terminado no dia 27 do mesmo mês. O resultado deixou a população da freguesia desiludida. Depois de o Governo ter garantido que iria desbloquear uma verba de 100 mil euros para recuperar o palácio em 2008 e 2009, o orçamento destinado ao projecto encolheu para 45 mil euros em 2010. A intervenção que começou em Setembro e durou perto de um mês terá custado cerca de 24 mil euros, garantiu o presidente da Junta de Freguesia de Manique do Intendente, Herculano Martins.“Cortaram as ervas, aplicaram um herbicida, colocaram um sustento em madeira nos balaústres para não caírem e num dos arcos que também está a cair. Construíram uma escada interior em madeira que vai até ao relógio e colocaram lá também umas tábuas para segurarem. Estas obras, onde se gastaram cerca de 24 mil euros, foram uma completa desilusão”, apontou Herculano Martins. A população de Manique do Intendente acha que o palácio está praticamente igual. Notícia desenvolvida na próxima edição impressa de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo