Sociedade | 14-07-2011 13:10

Câmara de Azambuja pagou durante dois anos internet que não funcionou

A Câmara Municipal de Azambuja esteve a pagar durante dois anos uma ligação à internet na sede da Junta de Freguesia de Manique do Intendente que não funcionava. O serviço custou à autarquia 40 euros por mês, o que significa que a autarquia deitou para o lixo 960 euros. O presidente da Junta de Freguesia de Manique do Intendente, Herculano Martins (CDU), garante que alertou a câmara para a situação. "Há dois anos que a internet deixou de funcionar nos dois computadores que estão disponíveis na junta, mas o mais incrível é que a câmara continuou a pagar o serviço", denuncia. O presidente considera que teria sido preferível cancelar o serviço em vez de pagar as mensalidades em vão. "Num período de crise como o que estamos a atravessar não podemos estar a deitar fora mensalmente 40 euros", protesta. Os jovens deixaram mesmo de utilizar os dois computadores na junta, os únicos que existiam, já que a internet, que chegou a funcionar em boas condições, era o principal atractivo. Em Manique do Intendente não existe outro espaço público onde se possa aceder à internet gratuitamente. Só depois do autarca ter levantado publicamente o problema na última assembleia municipal a autarquia mandou cancelar o serviço.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo