Sociedade | 25-07-2011 11:25

Falta de comparticipação das consultas na misericórdia de Benavente revolta utentes

Os doentes do concelho de Benavente deixaram, desde o dia 1 de Julho, de beneficiar das comparticipações do Serviço Nacional de Saúde nas consultas de especialidade prestados pela Santa Casa da Misericórdia de Benavente (SCMB). A situação está a revoltar os utentes porque a medida não é igual para todos, uma vez que os doentes de Salvaterra de Magos e Coruche continuam a beneficiar das comparticipações nas consultas dadas naquela unidade.A onda de revolta está a crescer, a comissão de utentes considera o caso “aberrante” e o vice-presidente da câmara de Benavente, Carlos Coutinho, diz que se trata de uma situação “inaceitável” que penaliza os cidadãos do concelho.Em causa está um protocolo assinado entre a SCMB e a ARSLVT em Março último, onde a ARS autorizou os médicos do centro de saúde de Benavente e da Unidade de Saúde Familiar de Samora Correia a encaminharem os doentes para as consultas de especialidade da Santa Casa da Misericórdia, sendo as mesmas comparticipadas pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS). O problema é que em Julho as consultas comparticipadas terminaram e os utentes de Benavente ficaram à porta. Noticia desenvolvida na próxima edição impressa de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo