Sociedade | 26-07-2011 07:25

Comandante da GNR alvo de processo disciplinar

O comandante do posto de Rio Maior da GNR está a ser alvo de um processo disciplinar interno que corre no comando distrital de Santarém a propósito das notícias referentes ao esfaqueamento de que foi vítima o militar na madrugada de dia 10 de Abril, no recinto das Tasquinhas de Rio Maior.Recorde-se que o sargento-ajudante José Mesquita foi esfaqueado no abdómen por um indivíduo que estava a causar distúrbio dentro do recinto, junto à tenda dos bares. O comandante de posto deslocou-se ao local na companhia de dois militares e quando se aproximava do indivíduo foi de imediato ferido com uma navalha na zona do estômago, ferimento que não viria a ser grave. O agressor foi detido nessa madrugada e presente a tribunal, tenda a procuradora do Ministério Público determinado a sua libertação nessa mesma manhã para se apresentar ao juiz na manhã da segunda-feira seguinte, 24 horas depois.José Mesquita prestou declarações a O MIRANTE e a outros órgãos de comunicação social sobre o incidente, o que levou a que fosse aberto processo disciplinar. Uma fonte disse a O MIRANTE que se quer apurar se houve violação ao segredo de justiça durante o processo. O comandante de posto regressou ao activo em Maio após período de recuperação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo