Sociedade | 01-12-2011 00:28

Moradores da Caniceira protestam contra maus cheiros

A população da Caniceira protestou contra os maus cheiros resultantes da passagem de camiões carregados de resíduos usada na fertilização de terrenos agrícolas e valeu a pena. A empresa responsável pelo transporte da matéria orgânica mudou a rota dos camiões, que deixaram de passar na rua principal do lugar da freguesia de Vale de Cavalos, concelho da Chamusca.Os moradores queixaram-se em abaixo-assinado que para além dos maus cheiros que empestavam o ar e se infiltravam nas casas, o trânsito de dezenas de camiões pesados pela rua principal do lugar estava também a colocar em perigo o trânsito de peões. "Queremos o problema solucionado, desde já e para sempre. Temos o direito a viver com as condições mínimas de salubridade, de vida e bem estar", diziam no abaixo assinado enviado à junta de freguesia e à câmara municipal.A Câmara da Chamusca aceitou a reclamação e de imediato entrou em contacto com a empresa Terra Fértil, Lda., que confirmou a realização da operação de transporte de matéria orgânica para terrenos de charneca. Operação que, segundo a empresa, se encontrava devidamente licenciada pelas entidades competentes. Referiu no entanto que desconhecia a situação denunciada pelos moradores da Caniceira.De acordo com a câmara, a Terra Fértil suspendeu de imediato o transporte das matérias em questão. E em conjunto com os proprietários dos terrenos e autarquia foi procurado um itinerário alternativo a seguir pelos camiões de transporte, de modo a minimizar os problemas para as populações.Segundo a Câmara Municipal da Chamusca, o problema foi resolvido rapidamente. "Em conjunto foram encontrados percursos alternativos para que se evitasse a passagem pelo interior da localidade", garantiu o presidente Sérgio Carrinho, acrescentando ainda que ficou assente com a Terra Fértil que no futuro não será feito qualquer transporte de matérias para a charneca da Chamusca sem que seja contactada a autarquia, de modo a encontrar-se o melhor percurso possível para não se afectar o ambiente no interior das localidades.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo