Sociedade | 02-12-2011 00:22

Mini autocarro começou a circular no centro histórico de Abrantes para facilitar mobilidade

Para facilitar a mobilidade no centro histórico de Abrantes, um mini autocarro com capacidade para 26 pessoas e com utilização gratuita começou esta quinta-feira, 1, a circular na cidade durante o mês de Dezembro.A iniciativa entrou em fase experimental e enquadra-se num conjunto maior de medidas no âmbito de um projecto de regeneração urbana, que pretende "revitalizar, reabilitar e revalorizar" o centro histórico de Abrantes, sendo que, no interior do "aBUSa" e nos pontos de venda dos bilhetes, é disponibilizada uma caixa de sugestões para ser utilizada por quem entender.Em declarações à agência Lusa, a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, disse que as "mais valias" da disponibilização deste mini autocarro, com capacidade para 12 lugares sentados e 14 lugares em pé, passam pelo "destacar das potencialidades sociais, económicas e funcionais" do centro histórico, "melhorando a qualidade de vida das populações e mantendo a sua identidade".O trajecto, em articulação com a rede urbana já existente, engloba cerca de duas dezenas de pontos nevrálgicos da cidade assinalados com marcas a azul no pavimento e demora cerca de 30 minutos a percorrer. Sem pontos de paragem definidos, ao cidadão ou turista basta fazer um sinal ou levantar a mão, para o motorista parar."Pretendemos tornar o centro histórico de Abrantes mais atractivo não só para trabalhadores e residentes, mas para promotores, visitantes e turistas, reanimando espaços públicos, relançando e investindo no comércio e nos serviços, cuidando as questões da mobilidade e as acessibilidades e reforçando a oferta e a coesão sócio cultural, numa lógica de rentabilização de recursos", vincou a autarca."Mais do que reforçar a mobilidade, pretende torná-la mais fácil", acrescentou."Por um lado porque não vai ser preciso trazer o carro para circular no centro histórico, depois porque é acessível para pessoas com mobilidade reduzida", reforçou. A circular nos dias úteis entre as 08h00 e as 20h00 e nos fins de semana e feriados entre as 09h00 e as 15h00, o "aBUSa" está durante o mês de Dezembro em período experimental e a utilização é gratuita. A partir de Janeiro entrarão em vigor as tarifas, de acordo com o regulamento já aprovado em reunião de Câmara, e que aponta para valores que oscilam entre os 30 e os 60 cêntimos, com descontos e isenções a residentes do centro histórico, cidadãos portadores de deficiência, estudantes e idosos.A actividade de gestão do veículo é assegurada pelo município, sendo a prestação do serviço de transporte exercida por operador privado, no caso, a Rodoviária do Tejo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo