Sociedade | 14-12-2011 13:13

Obras de saneamento deixaram mossas nas ruas da Póvoa de Santarém

Desde que foi colocada a rede de esgotos na Póvoa de Santarém algumas ruas da aldeia nunca mais foram as mesmas. Quem o diz é o presidente da junta de freguesia, António João Henriques. As sequelas da intervenção estão à vista e fazem-se sentir nos pneus e suspensões dos automóveis devido à irregularidade do pavimento, que em particular na rua 5 de Agosto apresenta autênticos sulcos a meio que se enchem de água quando chove.O autarca diz que está farto da situação e quer que a empresa intermunicipal Águas de Santarém tome providências para que as zonas mais problemáticas sejam alvo de reparação. A empreitada foi em grande parte feita no anterior mandato, ainda sob tutela da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, e não terá tido o acompanhamento técnico devido, como refere a directora geral da Águas de Santarém, Marina Ladeiras. "Possivelmente essas obras deviam ter ficado bem feitas logo à primeira", comentou.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo