Sociedade | 15-12-2011

Escola dos Combatentes fechada a cadeado (vídeo)

Dois acidentes envolvendo crianças na escola primária dos Combatentes, em Santarém, estiveram na origem do encerramento da escola a cadeado na manhã de quinta-feira. Uma forma de protesto que levou à abertura do portão da escola com 45 minutos de atraso e de que a associação de pais se demarca, apesar de reclamar mais vigilância no espaço escolar. Os acidentes deram-se no dia 14, quando apenas estavam ao serviço duas das seis auxiliares ali colocadas no início do ano lectivo, pois três encontravam-se de baixa e uma tinha terminado o contrato recentemente. Uma criança caiu do primeiro piso para o rés-do-chão e fracturou um pulso, enquanto outra sofreu ferimentos na cabeça durante o recreio.O estabelecimento de ensino é frequentado por cerca de 140 crianças e pelo rácio de colocação de auxiliares teria direito a quatro funcionárias, mas foram ali colocadas seis. A vereadora da Educação Luísa Féria referiu que a falta de auxiliares verificada nesse dia foi uma situação pontual e imprevisível e que o Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano respondeu de imediato colocando uma auxiliar, enquanto a câmara já decidiu contratar uma nova funcionária para substituir a que terminou contrato.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo