Sociedade | 15-12-2011 00:11

Estrada ocupada ilegalmente pela Câmara de Santarém vai ser cortada ao trânsito

A estrada que passa nas traseiras da Escola Prática de Cavalaria e que é um dos importantes acessos ao planalto de Santarém vai ser cortada ao trânsito no dia 5 de Janeiro, porque foi ocupada ilegitimamente pela câmara municipal. Na sequência de um processo no tribunal da cidade foi ordenada a devolução de uma faixa de terreno de cerca de 358 metros quadrados ao seu legitimo proprietário. O que vai implicar a impossibilidade de circulação nesta via que dá acesso à Escola Secundária Sá da Bandeira e ao centro da cidade.O corte era para se fazer já neste mês de Dezembro, mas o tribunal entendeu que o agente de execução encarregue do processo devia primeiro publicitar a situação. O anúncio saiu esta quinta-feira e diz que foi designado o dia 5 pelas 9h00 para "entrega do imóvel com interdição da via". O agente de execução Carlos Paz refere no anúncio que o corte se vai realizar na estrada militar, na zona de Parisal, S. Bento, freguesia de S. Salvador. O caso já anda no Tribunal de Santarém desde 2003 e recentemente o juiz decidiu mandar entregar a parcela de terreno que a autarquia ocupou há 30 anos para fazer a estrada sem que tivesse pago o espaço ao seu proprietário. Como a estrada é usada por muitos condutores o tribunal ordenou que a autarquia delineie um plano alternativo de trânsito. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo