Sociedade | 22-12-2011 08:59

Terra Fértil fertilizou terreno da Fajarda com 50 toneladas de composto orgânico

A empresa Terra Fértil - gestão e valorização de resíduos, Lda. fertilizou, durante três semanas, um terreno privado na freguesia da Fajarda, concelho de Coruche, com 750 toneladas de composto orgânico, processo que ficou concluído no dia 10 de Dezembro. Em resposta a questões colocadas por O MIRANTE, na sequência das queixas da população e da junta de freguesia relativas ao cheiro pestilento que ficou no ar, a empresa do distrito de Setúbal garante que não aplicou lamas de estações de tratamento de águas residuais (ETAR) Explica que esteve em curso o processo de licenciamento de valorização agrícola de lamas naquela propriedade mas, por ser um processo demorado, "o agricultor preferiu que se aplicasse um composto orgânico, processo este que não carece de licenciamento", pode ler-se no documento enviado pela empresa.Esclarece ainda a Terra Fértil que na valorização de lamas não é feita qualquer deposição, mas sim valorização agrícola com fertilização imediata e mobilização do solo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo