Sociedade | 23-12-2011 01:04

Ladrões de cobre continuam em grande actividade na região

A Guarda Nacional Republicana registou seis furtos de fio de cobre na região só no dia 20 de Dezembro. Em Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos, a GNR tomou conta de quatro ocorrências de furto de cabo, com registo de cortes na rede de 150 metros, 250 e mais 100 metros de cabo de comunicações.Em Rio Maior, os autores do furto serraram um poste para levar 200 metros de cabo, acrescentou a GNR, enquanto em Samora Correia, concelho de Benavente, os autores do furto escalaram um poste para roubar mais 350 metros de cabo eléctrico, referiu a mesma fonte.Os furtos de cabos das redes de electricidade e de telecomunicações para extracção de cobre têm sido recorrentes na região e no país nos últimos anos. Em consequência disso têm sido várias as localidades afectadas pela interrupção da energia eléctrica ou das telecomunicações.Em Novembro, fonte da EDP tinha dito que os custos referentes a furtos de cobre registados pela empresa, nos últimos três anos e meio, ascendiam a mais de 24,4 milhões de euros com tendência de forte crescimento.“Desde 2008 que se regista uma tendência de forte crescimento e a empresa registou este ano, até 15 de Julho, 2.457 ocorrências de furto de cobre", num custo superior a 7,97 milhões de euros, contra 2.889 furtos no valor de 9,08 milhões de euros em 2010, referiu a EDP na altura.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo