Sociedade | 12-03-2012 18:22

Câmara de Santarém aposta na digitalização de todos os processos de obras particulares

A partir de 2 de Abril e até Junho decorrerá fase experimental de funcionamento de sistema e esclarecimento dos requerentes. Intenção é poupar no papel, agilizar processos e contribuir para um melhor ambiente. A partir de 2 de Abril e durante um período experimental até Junho a apresentação de processos de obras particulares no departamento de urbanismo da Câmara de Santarém far-se-á apenas em suporte digital (pen driver ou CD), para que a partir daquele mês os serviços de Urbanismo deixem de recepcionar qualquer documentação em papel.A novidade foi apresentada dia 8 pelos vereadores João Leite e Maria Teresa Azóia, que possuem os pelouros do urbanismo e da modernização administrativa, respectivamente.Maior eficiência, eficácia e agilidade dos serviços de urbanismo, aliados à poupança de gastos com papel e o respectivo benefício ambiental são os objectivos traçados com a iniciativa.O requerente entrega nos serviços os dados necessários em suporte digital, como sejam a assinatura digital, memória descritiva do projecto, a calendarização, de entre outros dados que costumam ser entregues em papel. O técnico dos serviços carrega esses dados no sistema, valida-os e deixa no output do requente o comprovativo respectivo, tal como foi explicado no exemplo protagonizado por duas pessoas durante a apresentação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo