Sociedade | 12-03-2012 07:50

Novos voluntários da Cruz Vermelha de Alenquer juraram ajudar a salvar vidas

Novos voluntários da Cruz Vermelha de Alenquer juraram ajudar a salvar vidas
David Novais sofreu um grave acidente de mota junto à Vala do Carregado. Foram os voluntários da Cruz Vermelha de Alenquer que lhe salvaram a vida pela prontidão com que actuaram. O operador de máquinas e mediador imobiliário de 31 anos, residente em Vila Franca de Xira, que perfurou os pulmões e chegou a estar em coma, na sequência do acidente, ficou tão grato que decidiu juntar-se à equipa. “Ainda agora os colegas que me socorreram fizeram-me chorar ao lembrar aquele momento”, confidenciou pouco depois da cerimónia de juramento. David Novais vai conciliar o trabalho por turnos com o voluntariado. Tal como a educadora de infância, Marta Miguel, 27 anos, residente em Aldeia Gavinha, em Alenquer. Está disponível para assegurar o turno da noite entre as 20h00 e as 8h00 antes de um dia de trabalho em Santarém. “Tem que haver força de vontade para darmos do nosso tempo aos outros”, justifica. Já tinha a vontade de ser voluntária há muito e o facto de lidar com crianças no dia a dia levou-a a querer saber mais sobre socorrismo.* Noticia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo