Sociedade | 12-03-2012 18:17

Trabalhadores da fábrica de Celulose do Caima entram em greve de 17 a 19 de março

Os trabalhadores da fábrica de Celulose do Caima, em Constância, anunciaram segunda-feira a realização de uma greve entre 17 e 19 de Março, que paralisará a laboração, e que pretende pressionar a empresa a aumentar os salários.A greve visa ainda a revisão do Acordo de Empresa, indicaram à Lusa trabalhadores e dirigentes sindicais.Segundo as mesmas fontes, a empresa está actualmente em fase de limpeza e manutenção e iria reiniciar a laboração a 17 de Março, o que não deverá ocorrer devido ao início da greve.Em declarações à Agência Lusa, o representante do Sindicato das Indústrias Transformadoras, Energia e Ambiente para o Centro Sul e Regiões Autónomas, Fernando Pina, disse que a greve foi aprovada em plenário de trabalhadores "pela resposta negativa à proposta de aumentos salariais e de revisão do Acordo de Empresa".Para o dirigente, "esta greve de três dias tem como objetivo pressionar a empresa a apresentar uma proposta de aumento salarial e a revisão do Acordo de Empresa, uma vez que à proposta dos trabalhadores (135), a resposta foi de aumento zero”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo