Sociedade | 16-03-2012 16:06

Trabalhadores da fábrica de Celulose do Caima suspendem greve

Os trabalhadores da fábrica de Celulose do Caima anunciaram hoje a suspensão da greve anunciada para os dias 17, 18 e 19 de Março devido à “abertura” demonstrada pela administração da empresa para "conversar" sobre as suas reivindicações.A realizar-se a greve, a unidade situada em Constância paralisaria. O pré-aviso de greve dos 135 trabalhadores tinha como objectivo "pressionar" a empresa a aumentar os salários e a aceitar proceder a uma revisão do Acordo de Empresa, indicaram trabalhadores e dirigentes sindicais.Em declarações à agência Lusa, o representante do Sindicato das Indústrias Transformadoras, Energia e Ambiente para o Centro Sul e Regiões Autónomas, Fernando Pina, disse que a greve foi suspensa pela "abertura" demonstrada pela administração da Celulose do Caima para “sentar-se à mesa das negociações e ouvir as propostas" dos trabalhadores."Com este sinal decidimos suspender os três dias de greve", afirmou Fernando Pina, tendo acrescentado que os trabalhadores vão reunir-se em plenário dia 20 de Março para melhor definirem o caminho a seguir.A greve agora suspensa havia sido aprovada em plenário de trabalhadores por causa da "resposta negativa" da administração da Celulose do Caima à proposta de aumentos salariais e de revisão do Acordo de Empresa, tendo o dirigente sindical manifestado a sua "confiança" na resolução do diferendo. "É possível, é desejável e é justo que a administração chegue a acordo com os trabalhadores", afirmou aquele responsável.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo