Sociedade | 20-03-2012 13:49

Salvaterra de Magos avança com petição contra reforma administrativa

Tem sido intenso o movimento no concelho de Salvaterra de Magos contra a proposta da reforma administrativa do Governo que prevê a extinção de duas ou três das seis freguesias existentes. Depois de sessões de esclarecimento, abaixo-assinados e assembleias de freguesia extraordinárias, o objectivo passa agora por juntar pelo menos 4000 assinaturas numa petição que já está a circular para que seja discutida em plenário na Assembleia da República. Os presidentes das juntas de Muge, Granho, Marinhais, Salvaterra de Magos, Foros de Salvaterra e Glória do Ribatejo reuniram-se no dia 14 de Março e aprovaram uma recolha de assinaturas conjunta que sustente a petição que apela à não obrigatoriedade de extinção e fusão de freguesias e à consagração da audição obrigatória dos órgãos das freguesias e respectivas populações, através de referendo local. Também assinaram uma carta de apelo onde reforçam que a “divisão administrativa do município é considerada, por todos, equilibrada e adequada à realidade geográfica do concelho”. Os autarcas acrescentam que se a proposta da reforma for concretizada “o verdadeiro serviço de proximidade que as juntas prestam seria afectado de forma irremediável e negativa, com graves prejuízos para as populações já a braços com muitas dificuldades”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo