Sociedade | 21-03-2012 14:16

Director da Segurança Social considera que Rio Maior deverá criar cantinas sociais

Duas instituições particulares de solidariedade social (IPSS) de Rio Maior deverão criar cantinas sociais para se servir um máximo de 80 refeições diárias, considerendo almoço e jantar. Foi esse o repto deixado pelo director do centro Distrital de Segurança Social de Santarém (CDSSS), Tiago Leite, durante reunião extraordinária do Conselho Local de Acção Social de Rio Maior, realizado dia 12.A criação de cantinas sociais tem como objetivo garantir às famílias mais necessitadas o acesso a refeições diárias gratuitas, cuja sustentabilidade está salvaguardada através de comparticipação da Segurança Social. A população a abranger será constituída por idosos com baixos rendimentos, desempregados, famílias com baixos rendimentos, deficientes e outras situações sociais já sinalizadas.Presente na sessão, Pedro Borralho, coordenador do Programa de Fortelacimento Alimentar “Aldeias de Crianças SOS”, apresentou um projecto de protocolo com a Comissão Nacional para a Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CNPCJR). A equipa de Rio Maior vai ser constituída por uma educadora social, um técnico de serviço social e um psicólogo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo