Sociedade | 22-03-2012 15:00

Funcionários da Águas do Ribatejo encontram areia a obstruir entrada da ETAR

Funcionários da Águas do Ribatejo encontram areia a obstruir entrada da ETAR
Os trabalhadores da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo encontraram hoje de manhã, 22 de Março, dia da greve geral, um monte de areia a obstruir o portão que dá acesso à Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Benavente. A areia terá sido alegadamente deixada no local por alguma máquina da Câmara Municipal de Benavente já que no chão existe um rasto que vai dar às instalações da autarquia que está mesmo ao lado. Um dos trabalhadores retirou com pás a areia que chegava aos sete metros de altura. Mas o pior aconteceu mesmo com os estragos provocados por este acto. A fechadura do portão que dá para a ETAR acabou por rebentar e os funcionários vão deixar as portas abertas. “É uma zona onde passam muitas crianças e quando terminamos o nosso trabalho o portão vai ficar aberto. Vou colocar um arame. Temos aqui poços com alguma profundidade”, alertam os funcionários que não querem dar o nome. A areia também provocou estragos numa viatura e num dos muros. “Não nos importamos que os outros façam greve, não têm é o direito de prejudicar quem quer trabalhar”, conta outro funcionário. No estaleiro da câmara que está mesmo ao lado foi colocada uma máquina giratória a obstruir o portão que também está fechado com um cadeado. Pelo menos meia centena de trabalhadores tentaram entrar, mas acabaram por vir embora. No local estava um funcionário da autarquia a apontar todos os que não aderiram à greve. Notícia desenvolvida na próxima edição impressa de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo