Sociedade | 22-03-2012 07:46

Ladrões deixam “assinatura” em assalto violento ao secretário da junta do Carregado

Os dois homens que agrediram, amarraram e assaltaram o secretário da Junta de Freguesia do Carregado na sua casa de fim-de-semana, na Vala do Carregado, deixaram uma marca do crime. Os ladrões depois de o agredirem violentamente e de o amarrarem na casa de banho foram à carteira de Domingos Salvador Henriques que continha 35 euros e retiraram apenas 30 euros, deixando uma nota de cinco euros dobrada em cima da carteira como que uma recordação para a vítima. Depois deslocaram-se ao apartamento onde vive e levaram todo o ouro que encontraram, no valor de milhares de euros.O autarca acredita que os ladrões, com este gesto, tiveram a intenção de fazer com que nunca se esquecesse dos momentos de aflição que viveu. E conseguiram. Domingos Salvador Henriques guarda a nota religiosamente na carteira como símbolo de um momento de terror que nunca mais vai esquecer. O pó preto usado pela Polícia Judiciária na recolha das impressões digitais ainda é visível na nota.“Pensei que ia morrer ali, não tinha hipótese. Pensei que me iam meter na bagageira de um carro e matarem-me algures”, conta a O MIRANTE o autarca de 70 anos que foi sequestrado, agredido e assaltado quando se preparava para entrar na sua propriedade na Vala do Carregado, freguesia de Castanheira do Ribatejo, concelho de Vila Franca de Xira. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo