Sociedade | 25-03-2012 11:11

Obras no rio Grande da Pipa na Castanheira do Ribatejo não avançam e moradores temem cheias

Ainda há tempo para salvar as obras do rio Grande da Pipa na Castanheira do Ribatejo e encontrar soluções para que a requalificação do rio avance, evitando que a água volte a galgar as margens e inunde as habitações e o comércio, o que acontece regularmente e causa milhares de euros de prejuízo.As palavras são do vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS), que confirmou na última reunião pública do executivo as dificuldades do município em obter a posse administrativa dos terrenos necessários ao arranque da obra. Sem esses terrenos, situados no concelho de Alenquer, a obra não pode arrancar por falta de espaço para as máquinas. A obra já é falada desde 2007 mas ainda pouco foi feito no local desde então, excepto a retirada de um velho pontão pedonal e a limpeza das margens, no último Inverno, que se encontram novamente assoreadas e repletas de vegetação que impedem o normal fluxo das águas da chuva. Estas barreiras de lixo são responsáveis pelas inundações como as que aconteceram em Outubro e Dezembro de 2010.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo