Sociedade | 29-03-2012 07:17

Tribunal de Abrantes manda internar homem que espancou mãe até à morte

O Tribunal de Abrantes decretou quarta-feira, 28 de Março, o internamento compulsivo de Paulo Grácio, o principal suspeito da morte da sua mãe, Lídia Grácio, vítima de espancamento na segunda-feira em Tramagal.O suspeito, com antecedentes criminais, sofre de esquizofrenia e confessou a agressão às autoridades, tendo sido estabelecida pelo Tribunal de Abrantes uma medida de segurança que geralmente é aplicada às pessoas inimputáveis.Dada a agressividade de Paulo Grácio, Lídia Grácio já tinha pedido ajuda para que o filho fosse internado, sempre sem resultado.A vítima, de 56 anos, foi encontrada cerca das 18h00 de segunda-feira numa rua de Tramagal, onde ambos viviam, com sinais de uma morte bastante violenta e evidenciando fortes traumatismos na cabeça e no rosto. Conhecido na localidade por Paulo "Maluco", Paulo Grácio, de 34 anos, espancou e pontapeou a mãe na via pública onde a abandonou e onde aquela viria a morrer, poucos minutos depois de um popular lhe ter tentado prestar ajuda.O funeral de Lídia Grácio decorreu na tarde de quarta-feira num clima de consternação e revolta. Paulo Grácio é internado no Centro Hospitalar Psiquiátrico de Coimbra.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo