Sociedade | 30-03-2012 09:21

Uma vida dedicada aos "Camponeses" de Riachos

Uma vida dedicada aos "Camponeses" de Riachos
As lágrimas correm pelo rosto e a voz de Martinho Oliveira embarga quando recorda a saída recente do rancho que ajudou a fundar e onde permaneceu durante 54 anos. A sua vontade era continuar a tocar clarinete no Rancho Folclórico "Os Camponeses", de Riachos (concelho de Torres Novas), mas as dificuldades de locomoção, a força que é necessária para tocar os instrumentos de sopro e a saúde que já não é como antigamente ditaram a sua saída aos 87 anos. O músico foi homenageado pelos colegas e amigos do rancho no dia em que anunciou a sua despedida dos palcos. "Foi um momento difícil porque gostava de continuar mas temos que perceber quando chega a altura de parar e apesar de querer continuar foi a decisão mais sensata e acertada", afirma.O clarinete continua guardado dentro da sua caixa, colocada em cima de uma pequena mesa redonda num anexo da sua casa. O letreiro _ "O Cantinho do Avô Martinho" - não deixa dúvidas que aquele espaço é seu. Desde que deixou o rancho, em Janeiro deste ano, que nunca mais o tirou da caixa. Só o fez a pedido de O MIRANTE. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo