Sociedade | 10-05-2012 13:23

Moita Flores despede-se na Internet dando conta da obra feita

Moita Flores despede-se na Internet dando conta da obra feita
É uma espécie de carta de despedida. Francisco Moita Flores usou o seu blogue na Internet (http://franciscomoitaflores.blogspot.pt) para dar conta da obra feita na Câmara de Santarém e da sua partida em breve, provavelmente já em Junho, rumo a outros desafios políticos que devem passar pela candidatura à Câmara de Oeiras pelo PSD.“Quando se aproxima a partida, e há lágrimas no coração (pois o coração também chora de saudade) decidi dar testemunho da minha obra pública à frente dos destinos de Santarém ao longo destes sete anos”. Para tal, informa o autarca, basta aceder à sua página no facebook e clicar em 'Gosto'. Reconhecendo que “não podemos agradar a todos”, Moita Flores anota “que alguns se recusam a ver a mudança que a cidade sofreu”. E não os poupa a críticas: “A Vida cega-os e a ausência de tolerância e cultura cívica faz o resto. Mas sei por onde passo que é um mar de olhar amigo que vou cruzando porque nos entendemos e, juntos, trabalhámos pelos nossos filhos. De todos levou saudades”. Na sua página da rede social Facebook Moita Flores está a colocar testemunhos da sua experiência autárquica em Santarém. Designadamente imagens de locais antes e depois de terem sido alvo de obras, como o Jardim da República ou o novo Conservatório de Música. “Convido-vos, pois, a viajar por estes dias, por essas paginas que são da nossa vida em comum, que partilhámos febrilmente ao longo de sete anos. Já vai grande a exposição. Irá ser maior”, diz. Moita Flores pede ainda desculpa pelos erros que cometeu e refere que parte de consciência tranquila pelo trabalho desenvolvido. “Vamos dizendo adeus aos poucos, até á despedida final. (...) Retiro-me devagar e abro a porta aos mais novos. Na verdade, é a eles que pertence o futuro. Um abraço comovido a todos!”, conclui.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo