Sociedade | 02-01-2013 16:24

Dono da fábrica Matrena em Tomar morre esmagado por máquina

O proprietário da Matrena, com 69 anos de idade, morreu esta quarta-feira, 2 de Janeiro, na sequência de um acidente de trabalho nas instalações da fábrica de papel, na freguesia de Asseiceira, Tomar. De acordo com o que O MIRANTE apurou junto da GNR de Tomar, o acidente deu-se pelas 10h15 da manhã quando Henrique Fernando Nunes Campos, que tinha adquirido esta fábrica há alguns anos, estava junto a uma das máquinas com dois cilindros quando foi apanhado por dos braços e esmagado Na fábrica estava apenas a companheira da vítima que só se apercebeu do acidente algum tempo depois. A vítima adquiriu esta fábrica há uma dúzia de anos e, de acordo com o presidente da Junta de Freguesia de Asseiceira, Augusto Lopes, este chegou a ter dois ou três funcionários mas, neste momento, trabalhava sozinho e de uma forma mais artesanal. Os Bombeiros Municipais de Tomar ocorreram ao local e demoraram duas horas a libertar o corpo do empresário que era natural de Lisboa mas estava radicado no concelho. No local do acidente, estiveram os inspectores da Autoridade para as Condições no Trabalho e a Guarda Nacional Republicana.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo