Sociedade | 07-01-2013 01:48

Novo centro educativo quer promover gosto pelas ciências em Vila Nova da Barquinha

A Câmara de Vila Nova da Barquinha inaugurou este domingo, 6 de Janeiro, um novo centro de estudos, um investimento de quatro milhões de euros para promover o gosto e interesse pela ciência em todas as idades.Com uma comparticipação de 85 por cento de fundos comunitários, o Centro Integrado de Educação em Ciências (CIEC) é constituído por um laboratório de ciências originalmente concebido e equipado pela Universidade de Aveiro para o ensino formal das ciências para os primeiros anos de escolaridade, e por um espaço de educação não formal de ciência aberto ao público.Este espaço está organizado em cinco áreas temáticas com módulos interactivos contextualizados na história e cultura local, através dos quais os visitantes podem explorar conteúdos e fenómenos científicos e tecnológicos.Em declarações à agência Lusa, o vereador responsável pelo pelouro da Educação no concelho, Fernando Freire, disse que este equipamento "é mais uma atracção na área da educação e da ciência" que nasce no município e na região do Médio Tejo, tendo destacado que esta amplitude de valências irá permitir organizar diversas actividades periódicas, como o "Jantar com ciência" (trimestral), "Café/chá de ciência" (bimestral) e as "Histórias com ciência" (bimestral), assim como exposições temporárias."O CIEC poderá ser utilizado pelo público para a realização de "actividades à medida", como “festas de aniversário, eventos para empresas e formação de professores, e os visitantes poderão ainda planificar e experimentar os seus inventos ou projectos", observou.Ana Valente, docente na Universidade de Aveiro e directora do CIEC, disse à Lusa, por sua vez, que espaço tem "uma inovadora perspectiva de organização da educação em ciências", integrando o formal e não formal."A estrutura CIEC é parte integrante da escola, mas está arquitecturalmente concebida de forma a tornar-se uma estrutura independente e autónoma, o que permite continuar aberta à comunidade para além do horário escolar", notou."Um espaço único no país", disse ainda aquela responsável, "porquanto os estudos e as experiências científicas vão ser inspirados em conteúdos históricos e culturais de Vila Nova da Barquinha e da região envolvente", como o castelo de Almourol, o rio Tejo, a ponte romana de Atalaia, a barragem de Castelo de Bode ou o pára-quedismo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo