Sociedade | 11-01-2013 18:24

Câmara de Vila Franca de Xira multa empreiteiro em 1.150 euros diários por atraso no centro de saúde

A Câmara de Vila Franca de Xira aplicou ao empreiteiro responsável pelo novo Centro de Saúde de Alhandra, que deveria estar concluído em Novembro, uma multa de 1.150 euros por cada dia de atraso na construção.Numa resposta escrita enviada esta sexta-feira, 11, à agência Lusa, a autarquia justifica a medida com o "incumprimento de prazos, sem justificação fundamentada, por parte do empreiteiro", acrescentando que as obras "estarão concluídas até ao final de Janeiro", segundo o construtor.Sobre a data de entrada em funcionamento do centro de saúde, o município esclarece que isso acontecerá "logo que [o equipamento esteja] concluído e equipado".A multa diária está a ser cobrada desde 1 de Dezembro e a proposta voltou a ser aprovada pelo executivo na reunião de câmara desta semana.As obras de construção da nova unidade de saúde arrancaram em Novembro de 2011, mas estiveram suspensas desde finais de Janeiro de 2012 até Abril, devido à realização de trabalhos de arqueologia determinados pelo Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico.O novo centro de saúde da freguesia de Alhandra deveria estar pronto antes do final de 2012, de acordo com a presidente da câmara, Maria da Luz Rosinha (PS).A futura unidade visa substituir o actual centro de saúde, já sem condições suficientes para acolher os milhares de utentes de três freguesias.A empreitada foi adjudicada por 1,150 milhões de euros e tinha um prazo de execução previsto de 270 dias.O dinheiro saiu dos cofres da autarquia, que "posteriormente será ressarcida do valor da empreitada pelo Governo, através da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo", explicou anteriormente a câmara municipal.Para o novo equipamento de saúde estão projectados três pisos, nos quais se incluem 16 gabinetes de consulta, cinco de enfermagem, sala de movimentos/fisioterapia, bem como gabinetes de saúde oral e vacinação e espaços administrativos de pessoal e de coordenação.O quintal de São Francisco, que era propriedade do Patriarcado de Lisboa, é onde irá ficar instalado o futuro centro de saúde, que servirá as freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Sobralinho.Em troca, a autarquia cedeu à paróquia o terreno situado ao lado das casas mortuárias, com vista à construção de um salão paroquial.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo