Sociedade | 16-01-2013 13:14

Apontaram-lhe metralhadora para roubarem o carro

A voz de Hugo Santos, 25 anos, ainda treme quando recorda a O MIRANTE os momentos de aflição que viveu nessa noite num bairro de Alverca, próximo da Rua da Estação, onde caiu numa emboscada montada por um grupo armado com uma metralhadora AK47 que lhe levou o seu Audi A3, avaliado em 20 mil euros. O carro só viria a ser descoberto dois dias depois, abandonado numa rua do Carregado, praticamente sem gasóleo.Os assaltantes perseguiram e encurralaram o jovem numa rua sem saída do bairro onde mora. Tudo planeado e efectuado em minutos. O assalto deixou marcas psicológicas. Hugo tem receio de regressar a casa sozinho durante a noite e tenta sempre chegar a casa a horas diferentes, para o caso de alguém o querer atacar. O que espera agora é que os assaltantes sejam apanhados pela justiça e condenados pelo que fizeram, o que ainda não aconteceu (ver caixa).Tudo se passou na terça-feira, 8 de Janeiro, por volta da uma da madrugada. Hugo e a namorada celebravam o seu segundo ano de namoro e jantaram na casa do jovem, em Alverca. Hugo foi deixar a companheira à Póvoa de Santa Iria, onde esta reside, e regressou a Alverca. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo