Sociedade | 16-01-2013 00:24

Câmara de Almeirim fica sem um milhão de euros de IMT que tinha recebido há quatro anos

As Finanças estão a reter desde há nove meses as verbas do I Imposto Municipal sobre a Transmissão Onerosa de Imóveis (IMT) que devia ser transferido para a Câmara de Almeirim. A situação deve-se segundo explicou o presidente da autarquia, Sousa Gomes, a O MIRANTE, ao facto de as Finanças terem cobrado indevidamente uma verba de mais de um milhão de euros de uma operação de transmissão da propriedade de imóveis. O imposto foi cobrado pelas Finanças em 2008 e depois transferido para a autarquia no início de 2009, que entretanto já utilizou o dinheiro para pagar despesas correntes e obras. Posteriormente o contribuinte terá contestado o pagamento do montante e tendo-lhe sido dada razão e foi-lhe devolvido o valor do imposto. Para não pedir a devolução à autarquia, as Finanças optaram por ficar com todos os pagamentos de IMT até perfazer o montante entretanto devolvido. NOTÍCIA DESENVOLVIDA NA EDIÇÃO SEMANAL EM PAPEL

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo