Sociedade | 19-01-2013 14:59

Homem morre projectado pela força do vento em Abrantes

Um idoso de 85 anos morreu este sábado, 19 de Janeiro, com um traumatismo craniano em Carreira do Mato, Abrantes, após ter sido projectado para o chão pelo portão de casa, impelido pela força do vento.Em declarações à agência Lusa, a responsável pela Protecção Civil de Abrantes e presidente da autarquia local, Maria do Céu Albuquerque, disse que o indivíduo, de 85 anos, ainda foi alvo de tentativas de reanimação, sem sucesso."Ao ser projectado pelo portão de casa, impelido pela força do vento, o senhor caiu mal e bateu com a cabeça no chão não reagindo às tentativas de reanimação", disse aquela responsável.Em Abrantes, até às 13h00, Céu Albuquerque apontou para dezenas de vias obstruídas pela queda de árvores de pequeno, médio e grande porte, duas casas destelhadas pela força do vento, cortes de luz em várias localidades, aluimento de terras e barreiras e desabamento de algumas casas que estavam em pré ruína.O distrito de Santarém registou até às 13h00 deste sábado 386 ocorrências relacionadas com o mau tempo, a maioria das quais foram quedas de árvores, informou o comando distrital de Operações (CDOS) de Santarém."No total registámos 386 ocorrências transversais a todo o distrito", disse à Lusa o Comandante Distrital Joaquim Chambel.O maior número de situações incidiu na queda de árvores (311) seguida da queda de estruturas (52), desabamentos e deslizamentos de terras (10), quedas de cabos (nove) e ainda quatro inundações.A queda de uma árvore, em Almeirim, provocou o despiste de uma viatura pesada de mercadorias, mas, segundo o comandante, "não houve qualquer vítima".A protecção civil de Santarém está ainda a avaliar as situações de danos em telhados e coberturas mas, até ao final da manhã não havia registo de desalojados, apesar de "duas pessoas, em diferentes locais, terem sido retiradas de casa por motivos de segurança".No distrito registaram-se igualmente cortes de electricidade em várias localidades, mas as corporações de bombeiros e as estruturas de protecção civil não foram afectadas com cortes nas comunicações.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo