Sociedade | 19-01-2013 13:46

Mau tempo causa estragos na região e já há desalojados

Mau tempo causa estragos na região e já há desalojados
O mau tempo e sobretudo o vento forte tem provocado estragos um pouco por toda a região, onde o vento chegou a soprar a 130 quilómetros por hora. Há a registar em várias localidades quedas de árvores, carros atingidos por árvores e sinais de trânsito e inundações e em Tomar duas pessoas ficaram desalojadas. Em várias localidades tem faltado luz e telefones, como em Golegã e na Raposa (Almeirim), onde uma árvore de grande porte caiu e danificou as linhas eléctricas. Tem havido falhas de electricidade noutras localidades como Santarém, Benavente, Samora Correia, que até às 14h30 não tinham luz.A estrada de São Domingos, entre a rotunda do presídio militar e a rotunda da fonte luminosa, em Santarém, está cortada ao trânsito devido ao perigo de queda de dois placards de publicidade. Os bombeiros aguardam por uma acalmia das condições meteorológicas para os remover.Em Tomar durante a manhã foi quase impossível utilizar o telemóvel porque havia falhas na rede de pelo menos uma operadora, além de cortes de energia. Em santarém também em algumas zonas da cidade faltou a luz. Em Tomar pelo menos duas viaturas sofreram estragos. A chuva, aliada a fortes rajadas de vento, dobrou sinais de trânsito, mudou caixotes do lixo de local, arrancou telhas e chapas metálicas e habitações, registando-se ainda a queda de algumas árvores de grande porte, quer na cidade, quer nas zonas rurais. De acordo com fonte da protecção civil de Tomar não há vítimas a lamentar. Uma das situações mais graves aconteceu na localidade de Vale da Carreira, na freguesia de Carregueiros, com a queda parcial do telhado de uma habitação onde viviam mãe e filha. As duas vítimas da intempérie foram acolhidas no quartel dos bombeiros de Tomar. Durante grande parte da manhã, os telemóveis estiveram sem cobertura de rede, não existindo também sinal de televisão por cabo. No concelho de Vila Franca de Xira registaram-se pequenas inundações e estragos causados pelo vento forte, especialmente quedas de árvores. No bairro de Povos uma árvore danificou um automóvel e o acesso à ponte Marechal Carmona esteve encerrado durante várias horas devido a cheias. Foi reaberto à hora de almoço. Em Vialonga os taipais das obras de construção do jardim urbano da Flamenga foram arrancadas pela força do vento e durante a manhã caíram várias árvores no centro da cidade de Alverca. Não foram registadas vítimas ou feridos.Em Almeirim além de um acidente com quatro feridos durante a noite na estrada entre a cidade e o lugar de Tapada, há a registar várias quedas de árvores e a de uma exploração agrícola que ficou com 47 estufas destruídas e com 7 hectares de morango em ricso de se perderem. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou o distrito de Santarém em aviso vermelho devido ao vento forte durante a madrugada e manhã deste sábad, com rajadas de vento na ordem dos 130 quilómetros.Para a tarde de sábado o aviso meteorológico para o vento baixa para laranja, mas vai continuar a sentir-se o vento forte embora não deva ultrapassar os 100 km/h. Durante a noite e madrugada de domingo o vento vai baixar para um máximo de 80 km/h.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo