Sociedade | 21-01-2013 11:01

Escolas de Ourém sem aulas por falta de água e electricidade

Algumas escolas do concelho de Ourém suspenderam a actividade lectiva por falta de água e electricidade, alegando falta de condições para assegurar a higiene e a confecção das refeições escolares.A Escola EB2,3 de Freixianda é uma das que está sem actividade lectiva devido à falta de energia, disse à Lusa o vice-presidente da autarquia. “Esta situação está a afectar cerca de duas centenas de alunos, sendo que se o problema persistir está a ser equacionada a instalação de um gerador”, explicou José Alho.O presidente da Câmara de Ourém convocou para esta segunda-feira, às 17h30, uma reunião de emergência com todas os representantes das “juntas de freguesia, assembleia municipal, serviços do município e das empresas municipais, Segurança Social, autoridades da Administração Central e Regional, EP, EDP, PT, SUMA, SIMLIS, GNR e PSP, VEOLIA e bombeiros do concelho de Ourém de forma a estabelecer um diagnóstico sobre os prejuízos ocorridos e a apresentação de um Plano de Intervenção pós-catástrofe, numa metodologia idêntica à desenvolvida nos grandes incêndios de Setembro que ocorreram no concelho”.Os cortes de energia provocaram falhas nos sistemas de bombagem das captações e reservatórios de elevação de água, levando a que algumas localidades ficassem sem abastecimento de água.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo