Sociedade | 23-01-2013 15:34

Não param de aparecer processos de execução de dívidas a Paulo Fonseca

Não param de aparecer processos de execução de dívidas a Paulo Fonseca
Três acções de mais de 800 mil euros contra presidente da Câmara de Ourém entraram no tribunal e duas são de empresa pública que absorveu créditos do BPNContinuam a aparecer processos judiciais de execução de dívida contra o presidente da Câmara de Ourém, o socialista Paulo Fonseca que cumpre o primeiro mandato. Na quarta-feira 16 de Janeiro foram distribuídos de uma assentada mais três processos a juízes do Tribunal de Ourém nos quais aparecem também como devedores a ex-mulher de Fonseca e o sócio do autarca numa empresa de construção, Paulo Oliveira. Nos processos os montantes em causa totalizam valores superiores a 800 mil euros e que estarão relacionados com financiamentos do Banco Português de Negócios (BPN), que foi nacionalizado devido à situação de ruptura e que entretanto foi vendido ao BIC. Em dois dos processos, a entidade que pede a cobrança é a empresa Parvalorem SA para onde o Governo transferiu várias dívidas ao BPN. NOTÍCIA COMPLETA NA EDIÇÃO SEMANAL EM PAPEL.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo