Sociedade | 01-10-2013 06:40

Empresa com salários em atraso no Carregado afecta trabalhadores de Vila Franca

Uma empresa de refrigerantes no Carregado, a Diviril, está a atravessar dificuldades e os 70 trabalhadores, entre os quais cerca de uma dezena de vila-franquenses, estão sem receber ordenado há três meses. Os funcionários também continuam à espera de receber os subsídios de férias e de natal de 2010 e 2011, apesar da empresa continuar a laborar e de a maioria continuar a comparecer ao serviço diariamente. O alerta é deixado a O MIRANTE pelo Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e tabacos de Portugal (SINTAB). A situação está a deixar os trabalhadores com grandes dificuldades e há mesmo quem já não tenha dinheiro para a alimentação e transportes. Na última semana a empresa foi visitada pela Autoridade para as Condições no Trabalho (ACT), depois de pressionada pelo sindicato, que tomou nota do atraso no pagamento dos salários. A empresa requereu um Plano Especial de Recuperação com os credores, no tribunal de Alenquer, no sentido de manter a sua actividade e tentar pagar as suas dívidas. Apesar das dificuldades os trabalhadores acreditam que conseguirão manter os seus postos de trabalho. A Diviril, fundada em 1968, é responsável por produzir sumos de marca branca para as grandes cadeias retalhistas e também a proprietária das marcas Ika, Sucol e 4Ever.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo