Sociedade | 09-10-2013 13:01

Jóias patrimoniais, ambientais e gastronómicas do Médio Tejo a concurso

As riquezas patrimoniais, ambientais e gastronómicas do Médio Tejo vão a votos, até 17 de Novembro, para se eleger as ‘estrelas’ da região no âmbito de um programa que visa potenciar o turismo no Ribatejo. A iniciativa lançada pela Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém tem como objectivo, segundo António Campos, da comissão executiva, “distinguir as maravilhas que existem nos vários concelhos e tornar a região mais visível em termos turísticos”.As categorias a concurso são Património Histórico Edificado, Património Cultural, Património Natural (Parques Ambientais e Ribeirinhos e Praias Fluviais) e Gastronomia (Prato principal e Doçaria).Na primeira categoria, Vila Nova da Barquinha candidata o Castelo de Almourol, a igreja da Atalaia, a praça de touros e a arquitetura urbana de Tancos. Em Abrantes concorrem o castelo e o Convento de S. Domingos, na Chamusca a praça de touros e a Igreja de S. Marcos, em Mação a Torre do Relógio e em Constância a arquitectura urbana.A Património Cultural concorrem o Centro Ciência Viva (Constância), o Museu D. Lopo de Almeida (Abrantes), o Centro de Artesanato (Chamusca), o Parque de Esculturas Contemporâneas do Almourol e o Centro de Interpretação de Arqueologia (Vila Nova da Barquinha), a Estação Arqueológica Romana do Vale de Junco, o Castelo S. Miguel de Amêndoa, a Anta da Foz do Rio Frio, o Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo e as Gravuras Rupestres do Paleolítico Ocreza (Mação).A categoria Património Natural é disputada pelas praias fluviais da Ortiga, Carvoeiro, Pego da Rainha, Vergancinho, Eiras e Albufeira da Pracana (Mação), Aldeia do Mato, Castelo de Bode e Aquapolis (Abrantes) e Porto das Mulheres, na Chamusca.Na secção de parques Ambientais e Ribeirinhos Abrantes candidata os parques de São Lourenço e do Rossio ao Sul do Tejo e Constância o Parque Ambiental de Santa Margarida, o Jardim Horto – Camões e as margens ribeirinhas. O Parque de Merendas do Brejo (Mação), Parque Municipal e Cais do Arripiado (Chamusca) e o Parque Ribeirinho e as Margens Ribeirinhas de Tancos (Vila Nova da Barquinha) são os restantes candidatos.Na gastronomia o prato principal é disputado por açorda de ovas, bacalhau com couve a soco, caldeirada de peixe de rio, fataça na grelha, arroz de lampreia, achigã grelhado, fataça frita com miga, ensopado de enguias, açorda de sável, enguias fritas.Na doçaria concorrem a palha de Abrantes, broas de mel fervidas, tigeladas de Rio de Moinhos, queijinhos do céu, trouxas de ovos, doce de pão, bolo de noz, fofas de Mação, mel de Constância e lampreia de ovos.A iniciativa integra-se no programa Viver o Tejo e a votação pode ser feita no website www.viverotejo.pt. Os resultados serão divulgados no final de Novembro.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo