Sociedade | 14-10-2013 15:41

Taxistas de Alhandra reclamam praça no centro onde existem clientes

Os cinco taxistas que prestam serviço em Alhandra temem ir parar ao desemprego se não mudarem a praça para um sítio mais central da freguesia. A actual praça está na Avenida Afonso de Albuquerque, junto à linha do caminho-de-ferro, e desde que o centro de saúde mudou do local para outras instalações que, queixam-se, os serviços têm caído a pique."Estamos num local onde já não passa ninguém. Tudo o que existia mudou-se para o centro da vila e nós temos de mudar também senão ficamos sem trabalho", lamenta i taxista José Francisco. Os profissionais dizem que os prejuízos estão a ser incomportáveis e reclamam a colocação da praça na rua Joaquim Domingues da Silva, num local que fica próximo de bancos, supermercados, farmácias, junta de freguesia, restaurantes e do novo centro de saúde.Em Outubro do ano passado os taxistas fizeram um abaixo-assinado, entregue na junta de freguesia, a solicitar uma reunião com o executivo de Luís Filipe Dias (PS) e a propor a alteração do local da praça. A junta elaborou uma proposta de alteração da praça de táxis que, em Março, foi aprovada em assembleia de freguesia.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo