Sociedade | 23-10-2013 12:14

Médio Tejo com 26 bens culturais certificados internacionalmente

Museus, igrejas, uma sinagoga e um jardim estão entre os 26 bens culturais certificados na região do Médio Tejo pela Herity - Organização para a Gestão de Qualidade do Património Cultural. Agendada para 1 de Novembro, no Convento de Cristo, em Tomar, a entrega da certificação vai abranger 13 municípios, segundo a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT). Na lista estão Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha.Entre os locais certificados incluem-se o jardim do Horto Camoniano (Constância), a sinagoga de Tomar, o castelo de Almourol, o museu da Geodesia (Vila de Rei) ou as igrejas em Abrantes e Mação.A certificação ocorre no âmbito do projecto intermunicipal “Afirmação Territorial do Médio Tejo” para “promover uma gestão patrimonial de qualidade” e o “desenvolvimento da região”. No futuro, segundo a CIMT, pretende-se criar uma rota para ligar os locais certificados.A Herity é uma organização mundial criada em 2002, com sede em Roma, e reconhecida pela UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo