Sociedade | 26-10-2013 09:15

Aparecimento de filho de Salgueiro Maia não deve servir para denegrir imagem do capitão de Abril

Aparecimento de filho de Salgueiro Maia não deve servir para denegrir imagem do capitão de Abril
O capitão de Abril Garcia Correia espera que não venham a existir más interpretações da história da revolução por ter agora aparecido um jovem que reclama ser filho de Salgueiro Maia, herói da revolução. Garcia Correia, actualmente coronel reformado e amigo do capitão Maia, em declarações a O MIRANTE, diz esperar que não “aconteçam situações de má-fé em que se aproveitem deste facto, a confirmar-se, para denegrirem a imagem do Salgueiro Maia”.Garcia Correia, que no 25 de Abril era o capitão mais antigo na Escola Prática de Cavalaria (EPC) de Santarém, de onde saiu a coluna de Salgueiro Maia para derrubar o regime, acrescenta que se vier a confirmar-se que o seu amigo pessoal e de armas é pai do jovem, isso não “altera em nada” a imagem que tem dele. “Fico com a mesma consideração e admiração que tenho por ele”, sublinha. A confirmação ou não de que o capitão tem um filho de uma mulher que não a esposa cabe a um juiz do Tribunal de Santarém onde decorre um processo de investigação de paternidade. E isso pode passar pela realização de testes de ADN, o que implica a exumação do corpo do capitão de Abril.O jovem em questão, de 28 anos, que vive em Nova Iorque (Estados Unidos da América) e que pretende manter-se longe da exposição pública, só recentemente soube através da mãe, uma açoriana, que seria filho do capitão. Salgueiro Maia morreu há 21 anos depois de lhe ter sido diagnosticado um cancro em 1989.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo