Sociedade | 29-10-2013 00:07

Autarcas unidos contra perda de atribuições do Tribunal de Ourém

O executivo municipal de Ourém está contra a nova reorganização judiciária que, dizem, penaliza o concelho de Ourém, o segundo maior concelho do distrito de Santarém em população e o terceiro com o maior número de processos a darem entrada em tribunal. A declaração política apresentada pelos vereadores da Coligação Ourém Sempre (PSD/CDS) foi subscrita por todo o executivo municipal em sessão camarária.Segundo a declaração política, as "previstas alterações" significam um "acréscimo" de custos a toda a população com um aumento de deslocações dos munícipes a Tomar, Entroncamento e Santarém sem que haja uma rede de transportes públicos "adequada às necessidades" da população. O executivo municipal considera que o Tribunal de Ourém é um dos que oferece melhores condições de trabalho em todo o distrito de Santarém tendo sido intervencionado com um investimento de "muitos milhares de euros". Todos concordam que os interesses da população do concelho devem ser salvaguardados contra a reforma judiciária que "a avançar" penalizará o concelho de Ourém. A declaração política vai ser enviada ao Ministério da Justiça para que as competências, atribuição e quadro legal do Tribunal de Ourém se mantenham. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo