Sociedade | 01-11-2013 00:05

Candidatura de Santarém a património mundial pode ser ressuscitada

O centro histórico de Santarém ainda pode vir a ser classificado como património mundial, embora a uma escala muito mais reduzida do que a prevista na candidatura original, suspensa no início de 2002, e que pode contemplar apenas a Igreja da Graça, onde se encontra sepultado Pedro Álvares Cabral.Pelo menos é essa a esperança do antigo presidente do município escalabitano e impulsionador do processo original, José Miguel Noras, que está envolvido em contactos e negociações com entidades portuguesas e brasileiras que poderão ganhar forma com a apresentação de uma candidatura renovada."Conquanto ainda seja cedo para um balanço do trabalho informal no que toca a esta 'ressurreição' da candidatura, não é arriscado adiantar que, pelo menos, a Igreja da Graça de Santarém já reúne todas as condições, incluindo apoios internacionais, para ver o mérito do seu quilate histórico e patrimonial reconhecido à escala planetária", diz José Miguel Noras a O MIRANTE. O ex-autarca, homem ligado às questões da cultura, da história e do património, crê no sucesso dessa missão* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo