Sociedade | 10-11-2013 00:01

Prisão efectiva para jovens que agrediram polícia brutalmente

O Tribunal da Relação confirmou as penas de prisão efectiva aplicadas pelo Tribunal do Entroncamento a dois homens acusados de terem espancado brutalmente um agente do corpo de intervenção da PSP (que não se encontrava em serviço), após um incidente de trânsito ocorrido na zona do Cardal (Vila Nova da Barquinha) em 13 de Novembro de 2011.Os arguidos, à data dos factos com 23 e 31 anos, foram condenados, cada um, na pena de 5 anos e 9 meses de prisão pela prática em co-autoria de um crime de homicídio qualificado na forma tentada. O mais jovem, serralheiro mecânico, foi ainda condenado a 5 meses de prisão por um crime de simulação de crime e a 7 meses de prisão por um crime de coacção agravada, acabando condenado na pena única de 6 anos e 3 meses de prisão efectiva.Os factos remontam à madrugada de 13 de Novembro de 2011, quando os arguidos e a vítima circulavam, em carros separados e no mesmo sentido, na Estrada Nacional 3 junto à localidade do Cardal, entre o Entroncamento e Vila Nova da Barquinha. Junto do cruzamento de acesso ao Cardal, o veículo conduzido pelo arguido mais novo, e onde seguia o outro arguido, tentou ultrapassar o veículo conduzido pela vítima, embatendo lateralmente nele, o que levou os condutores a pararem as viaturas.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo