Sociedade | 13-11-2013 13:09

Mulher residente na Castanheira do Ribatejo continua desaparecida

Mulher residente na Castanheira do Ribatejo continua desaparecida
Ana Pires, de 40 anos, continua desaparecida. Foi vista pela última vez junto aos cais de Vila Franca de Xira e suspeita-se que se possa ter atirado ao Tejo. A Polícia Marítima e os bombeiros fizeram buscas que entretanto foram suspensas. João Pires, irmão de Ana Carla Raposo Pires, deslocou-se do Algarve para Castanheira do Ribatejo, onde esta tem casa, e não desiste de procurar a irmã. João Pires confirma que um pescador do bairro dos avieiros foi abordado pela sua irmã a chorar e a pedir-lhe casacos para se abrigar e passar a noite num dos barcos. Tentou que o pescador a ajudasse a contactar a sua avó, mas deu o número errado. O irmão revela que Ana passava por um período de depressão devido ao desemprego. Sem que as autoridades dêem seguimento a mais buscas, João Pires e a sua mãe pensam avisar a Polícia Judiciária. Ana Pires usava botas até ao joelho, calças de ganga e uma camisola em lã na noite em que foi vista em Vila Franca. Trabalhou vários anos na área do design de moda de uma empresa. Há cerca de dois anos que não tinha trabalho permanente

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo